sexta-feira, novembro 28

About Marta Suplicy!

De algum jeito, Luiz Favre e Geraldo Alkmin foram parar na mesma barbearia em São Paulo.
Lá sentados, com um barbeiro atendendo a cada um deles, não se falou palavra alguma.
Os barbeiros temiam iniciar qualquer conversa pois poderia descambar para discussão política.
Terminaram a barba de seus clientes mais ou mesmo ao mesmo tempo.

O barbeiro que tinha o argentino em sua cadeira estendeu o braço para pegar a loção pós-barba daquelas bem vagabundas de barbeiro, no que foi interrompido rapidamente por seu cliente.
- Não obrigado, a Marta vai sentir o cheiro e pensar que eu estava num puteiro - disse o argentino.

O segundo barbeiro virou-se para Alkmin:
- E o senhor ? Indagou.
E o Geraldo respondeu:
- Vá em frente, amigo ! A minha esposa Lu nunca frequentou um puteiro para saber como é o cheiro.
post Edynho Saez

Alexandre, O Grande!


ALEXANDRE, O GRANDE!
- algumas evidências de que ele era realmente: 'O Grande'

Quando à beira da morte, Alexandre convocou os seus generais e relatou seus 3 últimos desejos:

1 -) Que seu caixão fosse transportado pelas mãos dos médicos da época;
2 -) Que fosse espalhado no caminho até seu túmulo os seus tesouros conquistados (prata, ouro, pedras preciosas), etc.
3 -) Que suas duas mãos fossem deixadas balançando no ar, fora do caixão, à vista de todos.

Um dos seus generais, admirado com esses desejos insólitos, perguntou a Alexandre quais as razões. Alexandre explicou:

1 -) Quero que os mais iminentes médicos carreguem meu caixão para mostrar que eles NÃO têm poder de cura perante a morte;
2 -) Quero que o chão seja coberto pelos meus tesouros para que as pessoas possam ver que os bens materiais aqui conquistados, aqui permanecem;
3 -) Quero que minhas mãos balancem ao vento para que as pessoas possam ver que de mãos vazias viemos e de mãos vazias partimos.

post Edynho Saez

Homofobia: Criminalização já!

Eu acredito num país que preza pela plenitude dos direitos de todos seus cidadãos... enfim, com a construção de uma sociedade que respeite a diversidade e promova a paz.
Por isso, seu voto a favor da aprovação do PLC 122/2006.

Grupo Arco-Íris de Cidadania LGBT
post EdynhoSaez

quinta-feira, novembro 27

'Como vencer a pobreza e a desigualdade'


PÁTRIA MADRASTA VIL
Onde já se viu tanto excesso de falta? Abundância de inexistência. ..
Exagero de escassez... Contraditórios? ? Então aí está! O novo nome do nosso país! Não pode haver sinônimo melhor para BRASIL.
Porque o Brasil nada mais é do que o excesso de falta de caráter, a abundância de inexistência de solidariedade, o exagero de escassez de responsabilidade.
O Brasil nada mais é do que uma combinação mal engendrada - e friamente sistematizada - de contradições. Há quem diga que 'dos filhos deste solo és mãe gentil.', mas eu digo que não é gentil e, muito menos, mãe. Pela definição que eu conheço de MÃE, o Brasil está mais para madrasta vil.
A minha mãe não 'tapa o sol com a peneira'. Não me daria, por exemplo, um lugar na universidade sem ter-me dado uma bela formação básica.
E mesmo há 200 anos atrás não me aboliria da escravidão se soubesse que me restaria a liberdade apenas para morrer de fome. Porque a minha mãe não iria querer me enganar, iludir. Ela me daria um verdadeiro Pacote que fosse efetivo na resolução do problema, e que contivesse educação + liberdade + igualdade. Ela sabe que de nada me adianta ter educação pela metade, ou tê-la aprisionada pela falta de oportunidade, pela falta de escolha, acorrentada pela minha voz-nada-ativa. A minha mãe sabe que eu só vou crescer se a minha educação gerar liberdade e esta, por fim, igualdade. Uma segue a outra... Sem nenhuma contradição!
É disso que o Brasil precisa: mudanças estruturais, revolucionárias, que quebrem esse sistema-esquema social montado; mudanças que não sejam hipócritas, mudanças que transformem!
A mudança que nada muda é só mais uma contradição. Os governantes (às vezes) dão uns peixinhos, mas não ensinam a pescar. E a educação libertadora entra aí. O povo está tão paralisado pela ignorância que não sabe a que tem direito. Não aprendeu o que é ser cidadão.
Porém, ainda nos falta um fator fundamental para o alcance da igualdade: nossa participação efetiva; as mudanças dentro do corpo burocrático do Estado não modificam a estrutura. As classes média e alta - tão confortavelmente situadas na pirâmide social - terão que fazer mais do que reclamar (o que só serve mesmo para aliviar nossa culpa)... Mas estão elas preparadas para isso?
Eu acredito profundamente que só uma revolução estrutural, feita de dentro pra fora e que não exclua nada nem ninguém de seus efeitos, possa acabar com a pobreza e desigualdade no Brasil.
Afinal, de que serve um governo que não administra? De que serve uma mãe que não afaga? E, finalmente, de que serve um Homem que não se posiciona?
Talvez o sentido de nossa própria existência esteja ligado, justamente, a um posicionamento perante o mundo como um todo. Sem egoísmo. Cada um por todos...
Algumas perguntas, quando auto-indagadas, se tornam elucidativas.
Pergunte-se: quero ser pobre no Brasil? Filho de uma mãe gentil ou de uma madrasta vil? Ser tratado como cidadão ou excluído? Como gente... Ou como bicho?

Premiada pela UNESCO, Clarice Zeitel, de 26 anos, estudante que termina faculdade de direito da UFRJ em julho, concorreu com outros 50 mil estudantes universitários. Ela acaba de voltar de Paris, onde recebeu um prêmio da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) por uma redação sobre 'Como vencer a pobreza e a desigualdade' .
A redação de Clarice intitulada `Pátria Madrasta Vil´ foi incluída num livro, com outros cem textos selecionados no concurso. A publicação está disponível no site da Biblioteca Virtual da Unesco.

post Edynho Saez

sexta-feira, novembro 21

Estou fazendo minha parte!




Brasileiro é um povo solidário.
- Mentira. Brasileiro é babaca.
Eleger para o cargo mais importante do Estado um sujeito que não tem escolaridade e preparo nem para ser gari, só porque tem uma história de vida sofrida;
pagar 40% de sua renda em tributos e ainda dar esmola para pobre na rua ao invés de cobrar do governo uma solução para pobreza;
Aceitar que ONG's de direitos humanos fiquem dando pitaco na forma como tratamos nossa criminalidade...
Não protestar cada vez que o governo compra colchões para presidiários que queimaram os deles de propósito, não é coisa de gente solidária.
É coisa de gente otária.

Brasileiro é um povo alegre.
- Mentira. Brasileiro é bobalhão.
Fazer piadinha com as imundices que acompanhamos todo dia é o mesmo que tomar bofetada na cara e dar risada.
Depois de um massacre que durou quatro dias em São Paulo, ouvir o José Simão fazer piadinha a respeito e achar graça, é o mesmo que contar piada no enterro do pai.
Brasileiro tem um sério problema.
Quando surge um escândalo, ao invés de protestar e tomar providências como cidadão, ri feito bobo.

Brasileiro é um povo trabalhador.
- Mentira. Brasileiro é vagabundo por excelência.
O brasileiro tenta se enganar, fingindo que os políticos que ocupam cargos públicos no país, surgiram de Marte e pousaram em seus cargos, quando na verdade, são oriundos do povo.
O brasileiro, ao mesmo tempo em que fica indignado ao ver um deputado receber 20 mil por mês, para trabalhar 3 dias e coçar o saco o resto da semana, também sente inveja e sabe lá no fundo que se estivesse no lugar dele faria o mesmo.
Um povo que se conforma em receber uma esmola do governo de 90 reais mensais para não fazer nada e não aproveita isso para alavancar sua vida (realidade da brutal maioria dos beneficiários do bolsa família) não pode ser adjetivado de outra coisa que não de vagabundo.

Brasileiro é um povo honesto.
- Mentira. Já foi; hoje é uma qualidade em baixa.
Se você oferecer 50 Euros a um policial europeu para ele não te autuar, provavelmente irá preso.
Não por medo de ser pego, mas porque ele sabe ser errado aceitar propinas.
O brasileiro, ao mesmo tempo em que fica indignado com o mensalão, pensa intimamente o que faria se arrumasse uma boquinha dessas, quando na realidade isso sequer deveria passar por sua cabeça.

90% de quem vive na favela é gente honesta e trabalhadora.
- Mentira. Já foi.
Historicamente, as favelas se iniciaram nos morros cariocas quando os negros e mulatos retornando da Guerra do Paraguai ali se instalaram.
Naquela época quem morava lá era gente honesta, que não tinha outra alternativa e não concordava com o crime.
Hoje a realidade é diferente.
Muito pai de família sonha que o filho seja aceito como 'aviãozinho' do tráfico para ganhar uma grana legal.
Se a maioria da favela fosse honesta, já teriam existido condições de se tocar os bandidos de lá para fora, porque podem matar 2 ou 3 mas não milhares de pessoas.
Além disso, cooperariam com a polícia na identificação de criminosos, inibindo-os de montar suas bases de operação nas favelas.

O Brasil é um pais democrático.
- Mentira. Num país democrático a vontade da maioria é Lei.
A maioria do povo acha que bandido bom é bandido morto, mas sucumbe a uma minoria barulhenta que se apressa em dizer que um bandido que foi morto numa troca de tiros, foi executado friamente.
Num país onde todos têm direitos mas ninguém tem obrigações, não existe democracia e sim, anarquia.
Num país em que a maioria sucumbe bovinamente ante uma minoria barulhenta, não existe democracia, mas um simulacro hipócrita.
Se tirarmos o pano do politicamente correto, veremos que vivemos numa sociedade feudal: um rei que detém o poder central (presidente e suas MPs), seguido de duques, condes, arquiduques e senhores feudais (ministros, senadores, deputados, prefeitos, vereadores).
Todos sustentados pelo povo que paga tributos, que têm como único fim o pagamento dos privilégios do poder. E ainda somos obrigados a votar.
Democracia isso? Pense !

- O famoso jeitinho brasileiro.
Na minha opinião, um dos maiores responsáveis pelo caos que se tornou a política brasileira.
Brasileiro se acha malandro, muito esperto.
Faz um 'gato' puxando a TV a cabo do vizinho e acha que está botando pra quebrar.
No outro dia o caixa da padaria erra no troco e devolve 6 reais a mais, caramba, silenciosamente ele sai de lá com a felicidade de ter ganhado na loto... malandrões, esquecem que pagam a maior taxa de juros do planeta e o retorno é zero. Zero saúde, zero emprego, zero educação, mas e daí?
Afinal somos penta campeões do mundo né ???
Grande coisa...

- O Brasil é o país do futuro.
Caramba, meu avô dizia isso em 1950. Muitas vezes cheguei a imaginar em como seria a indignação e revolta dos meus avôs se ainda estivessem vivos.
Dessa vergonha eles se safaram...
Brasil, o país do futuro !?
Hoje o futuro chegou e tivemos uma das piores taxas de crescimento do mundo.

- Deus é brasileiro.
Puxa, essa eu não vou nem comentar...

O que me deixa mais triste e inconformado é ver todos os dias nos jornais a manchete da vitória do governo mais sujo já visto em toda a história brasileira.
Para finalizar tiro minha conclusão:
O brasileiro merece! Como diz o ditado popular, é igual mulher de malandro, gosta de apanhar. Se você não é como o exemplo de brasileiro citado nesse e-mail, meus sentimentos amigo, continue fazendo sua parte, e que um dia pessoas de bem assumam o controle do país novamente.

Aí sim, teremos todas as chances de ser a maior potência do planeta.
Afinal aqui não tem terremoto, tsunami, nem furacão.
Temos petróleo, álcool, bio-diesel, e sem dúvida nenhuma o mais importante: Água doce!
Só falta boa vontade, será que é tão difícil assim?
FAÇA A SUA PARTE (SE QUISER)
REPASSE !

Por Arnaldo Jabor
post Edynho Saez

O Menor Conto De Fadas Do Mundo

*MENOR CONTO DE FADAS DO MUNDO*

Era uma vez um rapaz que pediu a uma linda garota:
- Você quer casar comigo?

A mesma com grande desdém, olhou para o bom rapaz e respondeu:
- NÃO!

...E o rapaz viveu feliz para sempre, foi pescar, jogou futebol, conheceu muitas outras garotas, visitou muitos lugares, foi morar na Praia, comprou outro carro, mobiliou sua casa, sempre estava sorrindo e de bom humor, nunca lhe faltava grana, bebia cerveja com os amigos e ninguém mandava nele.*
*A moça teve celulite, estrias, varizes, os peitos caíram, a bunda murchou e ela se f...*
FIM.
post Edynho Saez

sábado, novembro 15

Mujer Contra Mujer


José María Cano é um compositor espanhol, cantor e artista contemporâneo. Foi membro do grupo Mecano, juntamente com seu irmão Nacho Cano e Ana Torroja, vendendo milhões de cópias por toda Europa e países latinos.

Nada tienen de especial
Dos mujeres que se dan la mano
El matiz viene después
Cuando lo hacen por debajo del mantel
Luego a solas sin nada que perder
Tras las manos va el resto de la piel
Un amor por ocultar
Y aunque en cueros no hay donde esconderlo
Lo disfrazan de amistad
Cuando sale a pasear por la ciudad
Una opina que aquello no está bien
La otra opina que qué se le vá a hacer
Y lo que opinen los demás está de más

Quien detiene palomas al vuelo
Volando a ras del suelo
Mujer contra mujer

No estoy yo por la labor
De tirarles la primera piedra
Si equivoco la ocasión
Y las hallo labio a labio en el salón
Ni siquiera me atreveria a toser
Si no gusto ya sé no le hay que hacer
Que con mis piedras hacen ellas su pared

Quien detiene palomas al vuelo
Nolando a ras del suelo
Mujer contra mujer

José Maria Cano
post Edynho Saez

A Ilha Do Meu Fado


A nossa língua mãe nos brinda com incontáveis poemas e ainda com a musicalidade impecável. Uma mostra desta riqueza ímpar "A Ilha Do Meu Fado", numa interpretação maravilhosa de Simone e Dulce Pontes.

Esta ilha que há em mim
E que em ilha me transforma
Perdida num mar sem fim
Perdida dentro de mim
Tem da minha ilha a forma

Esta lava incandescente
Derramada no meu peito
Faz de mim um ser diferente
Tenho do mar a semente
Da saudade tenho o jeito

Trago no corpo a mornaça
Das brumas e nevoeiros
Há uma nuvem que ameaça
Desfazer-se em aguaceiros
Nestes meus olhos de garça

Neste bêco sem saída
Onde o meu coração mora
Oiço sons da despedida
Vejo sinais de partida
Mas teimo em não ir embora

Joao Mendonea / Zeca Medeiros
post Edynho Saez

Aula de Samba

(Capa do CD)
"O álbum é feito de ilustres participações como Chico Buarque, Simone, Lenine, Fernanda Abreu, Toni Garrido, D. Ivone Lara, Lecy Brandão, Paulinho Moska, Ana Carolina, Alcione, entre outros grandes nomes da música brasileira.

Por se tratar de um projeto com alto teor educativo – a intenção do projeto é levar até os estudantes músicas que falem de grandes personagens e fatos do Brasil, aliando história, cultura e arte - parte da tiragem será doada para as Secretarias Estaduais de Educação através da Biblioteca Nacional, o lançado em Fevereiro de 2008, pela gravadora Biscoito Fino. Projeto de Mart’nália que tem sangue azul na aristocracia do samba, a começar pelo próprio nome, uma fusão dos nomes do pai, o fabuloso Martinho da Vila, e da mãe, Anália, uma excelente cantora, que, infelizmente, não conseguiu deixar a voz registrada em gravações. Somando tudo isso a um maravilhoso talento de cantora e uma capacidade extraordinária de tomar boas iniciativas, ei-la convocando alguns dos melhores cantores brasileiros para provar que o samba-enredo não é apenas uma música que deve ser preservada. É muito mais do que isso: é um instrumento valioso para que conheçamos melhor o nosso próprio país. Não acreditem, por favor, nessas teses muito comuns nos meios acadêmicos de que o enredo exaltando o Brasil e seus homens de destaque é produto de uma obrigação imposta pelo Estado Novo. Tais teses são frutos da ignorância dessa gente que nem conhece a história das escolas de samba e, provavelmente, nem do Estado Novo, pois a obrigação de abordar o Brasil no enredo partiu dos próprios sambistas, quando, em 1934, criaram a União das Escolas de Samba e introduziram tal dispositivo em seus estatutos (como se sabe, o Estado Novo foi implantado somente três anos depois, em novembro de 1937). Foi a maneira que os sambistas encontraram para diferenciar as escolas de samba dos ranchos, que abordavam a lua, as estrelas, o perfume das flores etc. em seus enredos. O fato é que, com a consolidação do samba-enredo, a partir da segunda metade da década de 1940, a música popular brasileira foi enriquecida com este gênero que nos deu as obras-primas reunidas neste CD. Aqui estão esplêndidos sambas-enredos de várias escolas e que foram lançados de 1949 a 1976. É uma deliciosa aula de samba e de História do Brasil e, ao mesmo tempo, uma advertência: por que não foi selecionado nenhum samba atual?"
post Edynho Saez

sexta-feira, novembro 14

Non, Je Ne Regrette Rien

Non! Rien de rien,Non!
Je ne regrette rien.
Ni le bien, qu'on m'a fait,
Ni le mal, tout ça m'est bien égal!
Non! Rien de rien,Non!
Je ne regrette rien.
C'est payé, balayé, oublié,
Je me fous du passé.
Avec me souvenirs,
J'ai allumé le feu,
Mes chagrins, mes plaisirs,
Je n'ai plus besoin d'eux.
Balayés les amours,
Avec leurs trémolos,
Balayés pour toujours,
Je repars à zéro. Non! Rien de rien,Non!
Je ne regrette rien.
Ni le bien, qu'on m'a fait,
Ni le mal, tout ça m'est bien égal!
Non! Rien de rien,Non!
Je ne regrette rien.
Car ma vie, car mes joies,
Aujourd'hui, ça commence avec toi!

Non, Je Ne Regrette Rien
Michel Vaucaire / Charles Dumont
Tradução:

Não! Nada de nada...
Não! Eu não lamento nada...
Nem o bem que me fizeram
Nem o mal - isso tudo me é igual!
Não, nada de nada...
Não! Eu não lamento nada...
Está pago, varrido, esquecido
Não me importa o passado!
Com minhas lembranças
Acendi o fogo
Minhas mágoas, meus prazeres
Não preciso mais deles!
Varridos os amores
E todos os seus "tremolos"
Varridos para sempre
Recomeço do zero.
Não! Nada de nada...
Não! Não lamento nada...!
Nem o bem que me fizeram
Nem o mal, isso tudo me é bem igual!
Não! Nada de nada...
Não! Não lamento nada...
Pois, minha vida, pois, minhas alegrias
Hoje, começam com você!

post Edynho Saez

Clarice Lispector


Adoro Clarice Lispector, este texto em especial, leia de cima para baixo e depois de baixo para cima! Muito inteligente e sinceros!

"Não te amo mais,
Estarei mentindo dizendo que
Ainda te quero como sempre quis.
Tenho certeza que
Nada foi em vão.
Sinto dentro de mim que
Você não significa nada.
Não poderia dizer jamais que
Alimento um grande amor.
Sinto cada vez mais que
Já te esqueci!
E jamais usarei a frase
Gosto muito de você!
Sinto, mas tenho que dizer a verdade
E tarde demais..."

Clarice Lispector
post Edynho Saez

Sampa!

Alguma coisa acontece no meu coração
Que só quando cruzo a Ipiranga e a Avenida São João
É que quando eu cheguei por aqui eu nada entendi
Da dura poesia concreta de tuas esquinas
Da deselegância discreta de tuas meninas
Ainda não havia para mim Rita Lee, a tua mais completa tradução
Alguma coisa acontece no meu coração
Que só quando cruzo a Ipiranga e a Avenida São João
Quando eu te encarei frente a frente não vi o meu rosto
Chamei de mau gosto o que vide mau gosto, mau gosto
É que Narciso acha feio o que não é espelho
E a mente apavora o que ainda não é mesmo velho
Nada do que não era antes quando não somos mutantes
E foste um difícil começo
Afasto o que não conheço
E quem vende outro sonho feliz de cidade
Aprende de pressa a chamar-te de realidade
Porque és o avesso do avesso do avesso do avesso
Do povo oprimido nas filas, nas vilas, favelas
Da força da grana que ergue e destrói coisas belas
Da feia fumaça que sobe apagando as estrelas
Eu vejo surgir teus poetas de campos e espaços
Tuas oficinas de florestas, teus deuses da chuva
Panaméricas de Áfricas utópicas, túmulo do samba mais possível novo quilombo de Zumbi
E os novos baianos passeiam na tua garoa
E novos baianos te podem curtir numa boa.

Sampa - Caetano Veloso

post Edynho Saez

Tô Voltando!

Pode ir armando o coreto e preparando aquele feijão preto
Eu to voltando
Põe meia dúzia de Brahma pra gelar, muda a roupa de cama
Eu to voltando
Leva o chinelo pra sala de jantar...Que é lá mesmo que a mala eu vou largar
Quero te abraçar, pode se perfumar porque eu to voltando
Dá uma geral, faz um bom defumador, enche a casa de flor
Que eu to voltando
Pega uma praia, aproveita, ta calor, vai pegando uma cor
Que eu to voltando
Faz um cabelo bonito pra eu notar que eu só quero mesmo é despentear
Quero te agarrar... pode se preparar porque eu to voltando

Põe pra tocar na vitrola aquele som, estréia uma camisola
Eu to voltando
Dá folga pra empregada, manda a criançada pra casa da avó
Que eu to voltando
Diz que eu só volto amanhã se alguém chamar
Telefone não deixa nem tocar... Quero lá.. lá.. lá..ia.....
Porque eu to voltando!!!
Tô Voltando
Paulo César Pinheiro E Maurício Tapajós
post Edynho Saez

Brasileiros! rsrs

Tinha que ser coisa de brsileiros! Adorei!
post Edynho Saez

quinta-feira, novembro 13

Saudades II

"Saudade é um pouco como fome. Só passa quando se come a presença. Mas às vezes a saudade é tão profunda que a presença é pouco: quer-se absorver a outra pessoa toda. Essa vontade de um ser o outro para uma unificação inteira é um dos sentimentos mais urgentes que se tem na vida."
Clarice Lispector

"Saudade é não saber. Não saber o que fazer com os dias que ficaram mais compridos, não saber como encontrar tarefas que lhe cessem o pensamento, não saber como frear as lágrimas diante de uma música, não saber como vencer a dor de um silêncio que nada preenche."
Martha Medeiros

"A saudade é a nossa alma dizendo para onde ela quer voltar."
Rubens Alves

"A saudade é a maior prova do que o passado valeu a pena."
desconhecido

Post Edynho Saez

Abraço

"Há certas horas, em que não precisamos de um Amor...
Não precisamos da paixão desmedida...
Não queremos beijo na boca...
E nem corpos a se encontrar na maciez de uma cama...

Há certas horas, que só queremos a mão no ombro,
O abraço apertado ou mesmo o estar ali, quietinho, ao lado...
Sem nada dizer...
Há certas horas, quando sentimos que estamos pra chorar,
Que desejamos uma presença amiga,
A nos ouvir paciente, a brincar com a gente, a nos fazer sorrir...
Alguém que ria de nossas piadas sem graça...
Que ache nossas tristezas as maiores do mundo...
Que nos teça elogios sem fim...
E que apesar de todas essas mentiras úteis,
Nos seja de uma sinceridade inquestionável...
Que nos mande calar a boca ou nos evite um gesto impensado...
Alguém que nos possa dizer:
Acho que você está errado, mas estou do seu lado!
Ou alguém que apenas diga:
Sou seu amor! E estou Aqui!"
William Shakespeare

Pra você, meu eterno abraço!
post Edynho Saez

terça-feira, novembro 11

Mário e o Mágico - uma excelente dica!

O personagem retratado em “Mário e o Mágico” é um inquietante hipnotizador de feira. Ele exerce sobre seu peque­no público um poder comparável ao dos ditadores sobre as massas. Esta novela que narra as férias de uma família à Itália de Mussolini, parecia ser uma sátira ao fascismo. Entretanto, ela é sobretudo uma interrogação sobre a natureza da vontade e sobre os limites da liberdade individual. Extremamente atual, o texto coloca em xeque tudo aquilo que vimos praticamos na democracia! Vale muito a leitura, vale mesmo é a "bondade" do autor em dividir sua genialidade!


post Edynho Saez

"Se Não Quiser Adoecer"


Se não quiser adoecer - "Fale de seus sentimentos"
- Emoções e sentimentos que são escondidos, reprimidos, acabam em doenças como: gastrite, úlcera, dores lombares, dor na coluna.. Com o tempo a repressão dos sentimentos degenera até em câncer. Então vamos desabafar, confidenciar, partilhar nossa intimidade, nossos segredos, nossos pecados.O diálogo, a fala, a palavra, é um poderoso remédio e excelente terapia..

Se não quiser adoecer - "Tome decisão"
- A pessoa indecisa permanece na dúvida, na ansiedade, na angústia. A indecisão acumula problemas, preocupações, agressões. A história humana é feita de decisões. Para decidir é preciso saber renunciar, saber perder vantagem e valores para ganhar outros. As pessoas indecisas são vítimas de doenças nervosas, gástricas e problemas de pele.

Se não quiser adoecer - "Busque soluções"
- Pessoas negativas não enxergam soluções e aumentam os problemas.Preferem a lamentação, a murmuração, o pessimismo. Melhor é acender o fósforo que lamentar a escuridão. Pequena é a abelha, mas produz o que de mais doce existe. Somos o que pensamos. O pensamento negativo gera energia negativa que se transforma em doença.

Se não quiser adoecer - "Não viva de aparências"
- Quem esconde a realidade finge, faz pose, quer sempre dar a impressão que está bem, quer mostrar-se perfeito, bonzinho etc., está acumulando toneladas de peso... uma estátua de bronze, mas com pés de barro.Nada pior para a saúde que viver de aparências e fachadas. São pessoas com muito verniz e pouca raiz. Seu destino é a farmácia, o hospital, a dor.

Se não quiser adoecer - "Aceite-se"
- A rejeição de si próprio, a ausência de auto-estima, faz com que sejamos algozes de nós mesmos. Ser eu mesmo é o núcleo de uma vida saudável. Os que não se aceitam são invejosos, ciumentos, imitadores, competitivos, destruidores. Aceitar-se, aceitar ser aceito, aceitar as críticas, é sabedoria, bom senso e terapia.

Se não quiser adoecer - "Confie"
- Quem não confia, não se comunica, não se abre, não se relaciona, não cria liames profundos, não sabe fazer amizades verdadeiras. Sem confiança, não há relacionamento. A desconfiança é falta de fé em si, nos outros e em Deus.

Se não quiser adoecer - "Não viva SEMPRE triste!"
- O bom humor, a risada, o lazer, a alegria, recuperam a saúde e trazem vida longa. A pessoa alegre tem o dom de alegrar o ambiente em que vive."O bom humor nos salva das mãos do doutor". Alegria é saúde e terapia.

Dr Drauzio Varella
post Edynho Saez

domingo, novembro 9

Com Quantas Pessoas Você Já Foi Para Cama?

Por mais que você se esforce, alguém(s) será esquecido e por fim lembrados em flashs. Não estou chamando ninguém aqui de promíscuo, de leviano, ou quaisquer outros adjativos. Eu mesmo, logo após ler num blog q adoro ler - correio masculino - me flagrei pensando sobre o assunto. Pois é, no ato me lembrei de várias pessoas, da época de colegio, faculdade, trabalho e numa tórrida sequencia começaram os flashs. Me assustei com a sequencia "pesada" de relacionamentos, ou melhor, de transas sem importância. Como sosmos imaturos quanto ao sexo. Finais de semana na praia, simples idas a um barzinho com amigos, festas... enfim, quase sempre saá acompanhado. Na verdade estava me dando bem, como diriam os jovens. Mas ainda bem que vem a maturidade e com ela a expectativa de encontrar alguém para sempre e assim aquietar o 'fogo' da adolescencia.

Na maioria das vezes usamos a nossa "dança do acasalamento" para atrair a presa, e na pior das hipóteses a coisa funciona. É óbvio que quando se está solteiro isso é lindo, mas e quando não deveríamos nem olhar para o lado, complica! e muito. Não acredito na história que olhar não tira pedaço, que o que é bonito é para ser visto, e tantas outras frases prontas para justificar uma paquera discarada. Tudo bem, você foi o escolhido, a criatura tá do seu lado, enfim, tem que confiar! A dúvida... Confiar em quem??? Na cara de pau alheia, no teu taco, ou rezar para a pessoa paquerada não retribuir o olhar! rsrs

Mas tudo isso para mim não passa de uma grande brincadeira, que as vezes nos trazem de volta os dois pézinhos ao chão. Amo sim e ponho fé nesta relação. Sei que a muito não era amado assim. É bom demais sair, beber, dormir e acordar junto. Viver junto! Atropelar tudo e todos para realizar! ADORO! Cara também te amo!

post Edynho Saez

Palavra Rica!

A palavra mais RICA da língua portuguesa:
M E R D A
(Nem o Aurélio definiu tão bem).

Esta versátil palavra pode mesmo ser considerada um coringa da língua portuguesa. Vejam os exemplos a seguir:

1) Como indicação geográfica 1: Onde fica essa MERDA?
2) Como indicação geográfica 2: Vá a MERDA!
3) Como indicação geográfica 3: 17:00h - vou embora dessa MERDA.
4) Como substantivo qualificativo: Você é um MERDA!
5) Como auxiliar quantitativo: Trabalho pra caramba e não ganho MERDA nenhuma!
6) Como indicador de especialização profissional: Ele só faz MERDA.
7) Como indicativo de MBA: Ele faz muita MERDA.
8) Como sinônimo de covarde: Seu MERDA!
9) Como questionamento dirigido: Fez MERDA, né?
10) Como indicador visual: Não se enxerga MERDA nenhuma!
11) Como elemento de indicação do caminho a ser percorrido: Por que você não vai a MERDA?
12) Como especulação de conhecimento e surpresa: Que MERDA é essa?
13) Como constatação da situação financeira de um indivíduo: Ele está na MERDA...
14) Como indicador de ressentimento natalino: Não ganhei MERDA nenhuma de presente!
15) Como indicador de admiração: Puta MERDA!
16) Como indicador de rejeição: Puta MERDA!
17) Como indicador de espécie: O que esse MERDA pensa que é?
18) Como indicador de continuidade: Tô na mesma MERDA de sempre.
19) Como indicador de desordem: Tá tudo uma MERDA!
20) Como constatação científica dos resultados da alquimia: Tudo o que ele toca vira MERDA!
21) Como resultado aplicativo: Deu MERDA.
22) Como indicador de performance esportiva: O SANTA CRUZ e o NAÚTICO não estão jogando MERDA nenhuma!!!
23) Como constatação negativa: Que MERDA!
24) Como classificação literária: Êita textinho de MERDA!!!
25) Como qualificação de governo: O governo Lula só faz MERDA!
26) Como situação de 'orgulho/metidez' : Ela se acha e não tem 'MERDA NENHUMA!'
27) Como indicativo de ocupação: Para você ter lido até aqui, é sinal que não está fazendo MERDA nenhuma!!!
Cultura popular, nao existe nada igual...
post Edynho Saez

sexta-feira, novembro 7

Saudades

"Para sempre é muito tempo. O tempo não pára! Só a saudade é que faz as coisas pararem no tempo..." (Mário Quintana).

Cara começou a chover aqui... tá difícil fazer qualquer coisa, mas tudo certo. Tive que vir pra cá e já fiz quase tudo que precisava. Fiquei tristão por não estar com você durante esta semana, fiquei preocupado, fiquei com saudades. Eu sei, eu sei, não estou exagerando, apenas que acostumei com você todos os dias, ai quando saio de perto é muito chato! Mas também serviu para revigorar o que eu já sabia! Eu Te Amo.
É simples assim. A saudade vem na hora que menos esperamos, relutamos, e tentamos tirar um proveito saudável da situação. Por exemplo, pensei em você hoje e me enchi de alegria, numa sequencia comparada a uma montanha russa, senti saudades de quem nunca mais verei! Ah estas emoções, poderiam nos ensinar ainda na infância como lidar com determinadas situações, rsrs. Essa coisa de encher os olhos de lágrimas, trancar a garganta, soltar uma tremenda gargalhada, tudo vem em ondas! Como sempre eu digo: tá tudo certo!

Por fim, tá chovendo, frio e to com dor nas costas!

post Edynho Saez

quarta-feira, novembro 5

Controle

"Quem ama não controla e quem controla não ama"
aut. desconhecido

Até que não seria nada ruim poder controlar nossa vida por um simples aperto de botão de um controle remoto... MENTIRA! O essencial para sermos felizes é o poder das escolhas, é a sensação de liberdade de ações, reações, todas as expressões ditas, retidas, contidas e gritadas. Sussurradas! Planejamentos e realizações, vontades comuns ou por compaixão. Isso mesmo, até não querendo mas para fazer outras pessoas mais felizes, isso é viver! Todo dia mais. Planejar e realizar, realizar sem pensar, colher e agradecer! A você mesmo por ter feito a escolha, certa ou errada, porque de qualquer maneira servirá de lição. Atenção a tudo e a todos aos eu redor, atenção dobrada a você e ao que diz respeito a você. Só pra completar sem combinar, como disse Bob Marley: " porque beber e dirigir se posso fumar e viajar". Que coisa.... minha viagem começa onde meus olhos alcançam, onde a vida me leva, para onde o coração bate mais forte. Todo dia.

post Edynho Saez

05 / nov.: Dia do Design

No dia 5 de Novembro, é comemorado nacionalmente o dia do designer. Data que se refere ao nascimento de Aloísio Magalhães, um criador múltiplo, e que embora fosse formado em Direito, foi o pioneiro do design. Curiosamente, a principal referência do design brasileiro atual, os Irmãos Campana, também não são designers, um é arquiteto, e outro advogado. Sergio Rodrigues, uma referência sempre atual para o design de mobiliário, é arquiteto. Este é o inicio do texto a respeito dos designers no Brasil de acordo com "designemdia".
Por conviver com um design aprendi a enxergar esta profissão como muitas outras que também sofrem com a invasão de outros profissionais em áreas que não suas especialidades.Não que somos alienados a determinadas ações, mas o respeito profissional deveria ser levado em conta. Todo o processo de criação e ou execução de projetos são atentos a detalhes, estes não vistos como deveriam por olhos não preparados. Hoje temos advogados, médicos, dentistase outros tantos se aventurando como jornalistas, como design etc.
Mas tudo bem, estou aqui apenas para parabenizar "O" profissional! O Design. Parabéns pelo dia! Continue batalhando e vivendo daquilo que você acredita.
post Edynho Saez

domingo, novembro 2

Finados, 2008.


Há quem morra todos os dias.
Morre no orgulho, na ignorância, na fraqueza.
Morre um dia, mas nasce outro.
Morre a semente, mas nasce a flor.
Morre o homem para o mundo.
Assim, em toda morte, deve haver uma nova vida.
Triste é ver gente morrendo por antecipação...
De desgosto, de tristeza, de solidão.
É ver pessoas fumando, bebendo, acabando com a vida.
É ver essa gente empurrando a vida. Gritando, perdendo-se.
Gente que vai morrendo um pouco, a cada dia que passa.
Ah! Aqueles que já partiram!
Aqueles que viveram entre nós.
Que encheram de sorrisos e de paz a nossa vida. Foram, deixando este vazio inconsolável. Que a gente, às vezes, disfarça para esquecer.
Deles guardamos até os mais simples gestos. Sentimos, quando mergulhados em oração, o ruído de seus passos e o som de suas vozes.
A lembrança dos dias alegres.
Daquela mão nos amparando.
Daquela lágrima que vimos correr.
Da vontade de ficar quando era hora de partir.
Essa vontade de rever novamente aquele rosto. Esse arrependimento de não ter dado maiores alegrias, de ter podido mais.

E...
Há tanta gente morrendo a cada dia, sem partir.

Que ausência tão cheia de presença!
Que morte tão cheia de esperança e de vida!
post Edynho Saez

sábado, novembro 1

Dia De Todos Os Santos

A festa do dia de Todos-os-Santos é celebrada em honra de todos os santos e mártires, conhecidos ou não. A Igreja Católica celebra a Festum omnium sanctorum a 1 de novembro seguido do dia dos fiéis defuntos a 2 de novembro. Na Igreja Luterana o dia é celebrado principalmente para lembrar que todas as pessoas batizadas são santas e também aquelas pessoas que faleceram no ano que passou.


Também em 1501 descoberta a maior baía no litoral brasileiro: Baía de todos os Santos, localizada no estado da Bahia. Essa sim é uma informação interessante. Bahia que nos deu grandes poetas, escritores, compositores, interpretes, além de sua culinária, sua religiosidade, a capoeira, e o seu amor ao mar!


Salve Bahia, salve Todos os Santos, Salve a Baía de Todos os Santos!

post Edynho Saez

Helloween

A palavra Halloween tem origem na religião católica. É uma contração da expressão "Ali Halliows Eve", no inglês atual, "All Hallows Eve", que significa "Véspera do Dia de Todos os Santos".
O Halloween, conhecido no Brasil como Dia das Bruxas, é comemorado na noite de 31 de outubro. No aspecto religioso, essa ocasião é conhecida como a vigília da Festa de Todos os Santos, dia 1º de novembro. Estudiosos de folclore acreditam que os costumes populares do Halloween exibem traços do Festival da Colheita, realizado pelos romanos em honra à Pamona (deusa das frutas), e também do Festival Druída de Samhain (Senhor da Morte e Príncipe das Trevas). De acordo com a crença, Samhain reunia as almas dos que tinham morrido durante o ano para levá-los ao céu dos druídas, nesse exato dia. Para os druídas, Samhain era o fim do verão e o Festival dos Mortos. O dia 31 de outubro marca também o término do ano céltico.
Acreditava-se que os espíritos dos mortos voltavam para visitar seus parentes à procura de calor e provisões, pois o inverno aproximava-se e, junto a ele, o reinado do Príncipe das Trevas. Os Druídas invocavam forças sobrenaturais para acalmar os espíritos maus. Estes raptavam crianças, destruíam plantações e matavam os animais das fazendas. Acendiam-se fogueiras nos topos das colinas nas noites de Samhain. As fogueiras talvez fossem acesas para guiar os espíritos às casas dos seus parentes ou para matarem ou espantarem as bruxas. A inclusão de feiticeiras, fadas e duendes nesses rituais originou-se da crença pagã de que, na véspera do Dia de Todos os Santos, havia uma grande quantidade de espíritos de mortos que levavam avante uma oposição aos ritos da igreja de Roma e que vinham ridicularizar a celebração de Todos os Santos, com festas e folias próprias deles mesmos. Supunha-se que fantasmas "frustrados" pregavam peças nos humanos e causavam acontecimentos sobrenaturais.



Jack-O-Lanterna
Conta a lenda que um homem chamado Jack não conseguiu entrar no céu porque era muito avarento e foi expulso do inferno porque costumava pregar peças no diabo. Foi, então, condenado a vagar eternamente pela terra carregando uma lanterna para iluminar seu caminho.

"Trick or Treat" (Travessuras ou Gostosuras)
A fórmula "Trick or Treat" também se originou da Irlanda, onde as crianças iam de casa em casa pedindo provisões para as comemorações do Halloween, em nome da deusa irlandesa Muck Olla. As crianças inglesas continuaram esta tradição, vestidas com roupas extravagantes, pedindo doces e balas.


Em São Paulo esta data já é bastante comemorada com as brincadeiras dos 'doces ou travessuras", ve-se muitas casas ornamentadas e condominios inteiros prontos para receber a data! Apesar de alegar que é uma diversão para as crianças, na verdade os pais curtem tanto quanto elas, e o melhor de tudo: é uma adta que não precisamos trocar presentes!
O melhor momento que me recordo fica por conta do filme: O Estranho Mundo de Jack, de Tim Burton, quem ainda não viu, vale muito a pena!

SINOPSE: Jack Skellington, o rei da cidade do Halloween, decide espalhar a alegria do Natal por todo o mundo. Mas sua bem-intencionada missão acaba deixando o Papai Noel em perigo e cria um pesadelo para as crianças do mundo inteiro!


Diversão e tecnologia sem perder o ar obscuro que Tim Burton aplica em seus melhores filmes.


dicas: Jornal Ponto Final
post Edynho Saez